O que é o Punhobol?

101

O Punhobol (faustball, em alemão, ou fistball, em inglês), é um esporte coletivo semelhante ao voleibol. É seu precursor, com a diferença de ser jogado em um campo de grama que mede 50 m x 20m, com cinco jogadores de cada lado, podendo também ser muito maior do que uma quadra de vôlei. O campo é dividido ao meio por dois postes, onde é esticado um cabo ou rede, que varia de 3 a 7 centímetros de largura, a uma altura de dois metros (adulto masculino) ou 1,90 metro (adulto feminino). Todas as jogadas são efetuadas com o punho fechado e as defesas são feitas com o antebraço. O país que mais pratica o esporte é a Alemanha.

É um esporte largamente adotado basicamente na região Sul do Brasil (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), iniciando sua expansão no Sudeste (São Paulo e Rio de Janeiro), principalmente em função da presença de descendentes de imigrantes alemães. Hoje no Brasil são disputadas copas e campeonatos em todas as categorias: desde a mirim (13 anos) até veteranos (dividida em duas categorias: acima de 35 anos ou 45 anos), incluindo também a infantil (até 16 anos), juvenil (até 18 anos), júnior (até 21 anos) e adulta (sem idade para iniciar ou terminar participação). É um esporte altamente intuitivo para aplicação em escolas.

Bi-Campeão Mundial Masculino e Campeão Mundial Feminino
Nós amamos punhobol

Pratique Punhobol Seja Patrocinador

História do Punhobol

b.496.330.16777215.0...images.stories.punhobol_historia1

Achamos alguns relatos de até 2000 anos atrás sobre a realização de jogos semelhantes ao punhobol. Documentado, encontramos uma citação, no ano de 240 dC, do imperador romano Gordianus III (Marcvs Antonivs Gordianvs Sempronianvs). Em 1555, Antonio Scaino de Saló publicou as primeiras regras do popular esporte italiano – o “Trattato del Giuco con la Palla di Messer” (in Vinegia, organizado por Gabriel Giolito de’ Ferrari et fratelli, MCLV). O poeta alemão Johann Wolfgang von Goethe escreveu no ano de 1786 em seu livro ” Viagens pela Itália”: “quatro cavalheiros de Verona batiam na bola com o punho contra quatro vicentinos. Praticavam este jogo entre eles durante todo o ano duas horas antes de anoitecer.”

O punhobol encontrou maior repercussão na Alemanha. Ali se joga de forma organizada desde 1893 –  é parte do movimento ginástico alemão que teve seu início com os trabalhadores em 1848. O primeiro campeonato alemão masculino aconteceu no ano de 1913 e o feminino, em 1921, dentro da “Gymnaestrada Alemã”. Os imigrantes germânicos trouxeram nas primeiras décadas do século 20 o punhobol para os países sulamericanos.

As primeiras referências datam do século XVI, na Itália. Hoje, a Alemanha, Áustria e Suíça são os países em que o punhobol é mais desenvolvido. Brasil, Itália, Argentina, Dinamarca, Uruguai, Checoslováquia, Chile, Paraguai, Estados Unidos e Namíbia estão entre os países que participam dos campeonatos continentais e mundiais.

No Brasil

104

A referência mais antiga que se tem é de maio de 1906, quando o professor alemão Georg Black introduziu o punhobol na Sogipa –  desde 1911 participa de várias competições. O esporte está concentrado nas regiões em que houve maior influência da colonização alemã. No Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Estado do Rio de Janeiro (Nova Friburgo) estão cerca de 100 equipes que praticam este esporte no País.

Na história do Rio Grande do Sul, além de Porto Alegre, equipes de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom, Santa Cruz, Vigia, São José do Hortêncio, Sapiranga e Hamburgo Velho participam das competições. Em Santa Catarina, as equipes estão baseadas em Florianópolis, Joinville, Blumenau, Timbó, Indaial, Agrolândia, São Bento do Sul e Pomerode. No Paraná, Curitiba e Ponta Grossa mantém as equipes em constante atividade.

O departamento de punhobol da Confederação Brasileira de Desportos Terrestres é responsável pela representação do esporte no País.